Estou farta dessa dicotomia da indústria da moda e da mídia. Existe um São Paulo Fashion Week e um Plus Size Fashion Week, artistas ou são magras (Lady GaGa) ou são gordas (Adele), mas nesse meio nunca vi um espaço para pessoas que têm um peso… normal.

O culto à magreza existe há algum tempo e, em resposta, as pessoas começaram a mostrar como não tem problema ser gorda. E com isso foram criadas as modelos plus size, as lojas de roupas dedicadas inteiramente às gordinhas e desfiles de moda totalmente dedicados a isso. Mas nada de um meio termo entre a magreza e o sobrepeso.

Não acho que ser gorda ou magra é uma coisa ruim, desde que você esteja saudável. Cada um tem um corpo diferente e com a mesma alimentação duas pessoas podem ter 15kg de diferença. Mas, normalmente, para estar saudável o recomendável é ter o IMC entre 18,5 e 25 (considerado o “peso normal” ou “peso ideal”). A maioria da população está nessa classificação e apesar de ser o “peso ideal” em questão médica, não é o peso ideal para a mídia, para o padrão de beleza.

Tudo bem você ser gorda para mídia, algumas pessoas podem reprovar mas a maioria mantém uma postura de respeito já que há hoje em dia esse movimento contra a magreza. Entretanto, se você está com uns quilinhos a mais você não tem desculpas para não estar magra.

Tenho 22 de IMC e acho que estou no meu peso ideal, meu namorado me acha linda, as pessoas ao meu redor também e eu me sinto bem assim. Não vou deixar de comer o macarrão da minha vó para me adequar aos padrões da sociedade. Mas me entristece ver mulheres sofrendo para emagrecer quando elas estão saudáveis e bonitas, ou assim eu gostaria que elas e a mídia achassem. (Que minha mãe leia isso).

Queria abrir uma revista de moda e encontrar modelos com um pouco de gordura, modelos que mostram que aparentam ser saudáveis sem maquiagem. Quero as mulheres comendo as coisas que elas gostam sem ficarem com peso na consciência e após isso se olharem no espelho e se acharem bonitas. E, com certeza, se isso acontecesse haveriam muito menos meninas (cada vez mais novas) sendo internadas por conta da anorexia.

 

 

Advertisements